As relações interpessoais na escola sob o olhar psicopedagógico

Marinalva Imaculada Cuzin

Resumo


Esse artigo procura refletir sobre as relações interpessoais no ambiente educacional. Trabalha os múltiplos olhares carregados de valores, cultura e afetividade, bem como a diferença lingüística entre enxergar e olhar e entre ouvir e escutar, o contraste entre os monólogos e os diálogos. Apresenta o paradigma probalístico e o paradigma cartesiano numa perspectiva psicopedagógica, o papel do psicopedagogo frente à escola e as dificuldades de aprendizagem da criança. Caracteriza a escola enquanto informativa, formativa e normativa. Defende a relevância do trabalho preventivo do psicopedagogo em parceria com o professor, família e sociedade, objetivando amenizar alguns dos conflitos e dificuldades de aprendizagem presentes na instituição educacional.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .